Update.

Hum... É carnaval, ainda não empobreci de vez, tem comida na geladeira, tô prestes a começar no curso que sempre sonhei, moro só, tem vinho barato, cervejinha, amigos, mamãe e papai bajulando, casinho bonitinho, beijinho, internet, seriados, filminhos, musiquinhas via torrent e de quebra perdi uns três quilos.

Em suma: Minha vida tá boa, não faz sentido escrever aqui.

Volto quando a sensação de incompletude der as caras.
E sim, ela vai voltar.
Ela sempre volta.

Hipocrisia way of life

Me recuso a acreditar numa felicidade conformista, numa felicidade que diz: "Tô feliz aqui porque se eu me mexer tudo sai do lugar. Porque mudar dá muito trabalho".

Conformismo é alienação, alienação é burrice. Perdoem-me, mas a felicidade de vocês só funciona porque é perfeitamente adequada à gente ignorante...

Bem que eu poderia ser ignorante... Mas, por não conseguir, não sou feliz e não sei se poderei, um dia, ter essa felicidade (e esse amor) que vocês tanto almejam, tanto pregam, tanto esfregam na cara dos outros. Francamente, nem sei se quero. Apenas me deixem aqui no meu canto, lamuriada, resmungando e envelhecendo em meio a paixões passageiras e desilusões constantes. Ao menos sou sincera, pelo menos, não me deixo enganar.

E assim eu sigo. Prestes as ser extinta da cadeia evolutiva por não fingir me adaptar a uma realidade mais conveniente.