Dicas para seres humanos. (Segunda Parte)



   Tá, o post passado ficou rabugento, verdadeiro, porém rabugento. Então, esse segundo é mais um complemento do anterior, um convite pra você parar um instante e sair um pouco de si mesmo.


Segunda Dica:  Ponha na cabeça, de uma vez por todas, que você não é o centro de tudo.

   O mal deste século é o egoísmo. Todo mundo acha que o mundo funciona para si mesmo. Seu discurso é o melhor, seu gosto musical é inquestionável, suas manias, seus desejos, suas expectativas, seu passado, seu futuro... Se a fila demora é só pra te atrasar, se escuta algum cochicho, estão falando de você. Você se acha importante demais pra ser barrado na porta de segurança do banco ou  no detector de metais do aeroporto; sua arte é mais bonita, a chuva veio só pra te molhar... E todos te invejam; e todos te amam; e todos te odeiam. 

   Nas Redes Sociais, é uma autopromoção descontrolada, pessoal tem mania de perseguição misturada a uma mágoa desmedida de quem não dá a mínima pra suas lamúrias. É aquele tipinho que te ofende, você se chateia, daí ele fica irritado porque você tá chateada. Que audácia sua, afinal ele(a) não fez nada demais! Nunca fazem. O contrário também se aplica:  às vezes você escreve alguma piada, fala alguma coisa, só pra descontrair, daí sempre tem um neurótico achando que aquilo foi indireta.

   Cara, apenas pare por um instante. Tente imaginar que você não está aqui. Que você, sei lá, tá em coma, dormindo, que morreu, que nunca chegou a nascer... Pois bem, a vida continua, o mundo não para de girar quando você fecha os olhos. Por aí, mundo afora, tem gente que sabe que existem outras pessoas diferentes coexistindo e respeitam os outros. Ter essa consciência, hoje em dia, é quase uma dádiva, um achado... Podem conferir. Se você ainda não é assim: Parabéns e não se deixe contaminar, porque egocentrismo é uma praga, que aliena, que deixa todo mundo burro e agressivo, algo mais ou menos na linha dos zumbis do Walking Dead.

Nenhum comentário: